Buscar
  • Daniela Moniwa

Como você foi parar em RH?


Sim, eu escuto esta pergunta quase que semanalmente. E a resposta a ela é: curiosidade. Pura e simples.


Eu me lembro que quando comecei a trabalhar em consultorias de marca, eu sempre ficava espantada pensando como era possível que marcas reconhecidas por seus consumidores como sustentáveis e preocupadas com o bem-estar de comunidades longínquas, ainda tivessem a fama de maltratar seus funcionários e alimentar uma cadeira de fornecedores insatisfeitos.


"Como uma marca pode ser tão inconsistente?", eu pensava.


De lá pra cá, há mais ou menos 4 anos eu convivo com empresas que são, sim, inconsistentes. Mas há também aquelas que têm práticas incríveis, que são tão alinhadas e bem desenhadas, que deixariam qualquer estrategista (e designer) de marca tão feliz que daria pulinhos. E que, claro, também fazem seus funcionários darem pulinhos de alegria!


Eu venho de Comunicação, um mercado em que as planilhas abertas, versões arcaicas de um Glassdoor, circulam para alertar aqueles que pretendem trabalhar nesta ou naquela agência, com este ou aquele molestador de plantão. É triste, e acontece de verdade. Mas digo que ainda assim, o mercado de comunicação concentra as cabeças mais brilhantes e, justamente por isso, merecia um RH com a potência financeira de um Marketing premiado.


Trabalhando em uma consultoria de recrutamento e seleção, escuto histórias de reconhecimento, de olho no olho e de cuidado. Um tipo de cuidado que muda vidas, traças novas trajetórias, e que faz com que a famigerada marca empregadora realmente tenha um sentido.


Espero ansiosamente pelo dia em que mais e mais empresas vão tratar a área de Rh como o centro da estratégia, lugar que deveria ser dela por direito e do qual esta área nunca deveria ter saído. Eu voto nesse Rh virtuoso, que faz as nossas segundas serem tão felizes quanto os demais dias da semana, em que você aprende, faz o que ama, se dedica, cresce e faz amigos pra vida toda.


É claro que eu me mantenho uma utopista de carteirinha, e justamente por isso, te convido: bora mudar esse mercado ai?


1 visualização

© 2020 by Daniela Moniwa